Março 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
procurar na gaveta
 
roupa no estendal

Mau humor

Castelo pindérico

roupa famosa

Teoria do Caos

O spiderman fez-me chorar...

Contadores de Anedotas

Quiche Lorraine

É na boa

Dez coisas que hoje me irritaram...

A Síndrome de Arlete

Generation Buraca

Feel like doin' it?

roupa na gaveta

Março 2014

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Dezembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Dezembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Agosto 2010

Julho 2010

Maio 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Fevereiro 2006

Novembro 2005

Agosto 2005

Abril 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004


escreve-nos! já!

arautosdoestendal@gmail

3 dabliús
tags no estendal

todas as tags

Terça-feira, 5 de Agosto de 2008
Mau humor

 

Por mero acaso, tropecei nalguns comentários aos refinados posts deste blog, coisa que me trouxe alguma alegria, tanto pela leitura, como pela releitura. Aqui ficam, porque a voz também tem que ser dada ao caro leitor:
 
Autor: Mictório
Post: Castelo pindérico
Comentário:
Deves ter a p*** da mania tu!!! Tomara a tua cidade ser tão boa como CB!! Considerada a 23 melhor capital europeia e 2 melhor cidade com qualidade de vida em Portugal!!!!! Mama na bucha porque dor de corno deve ser f*****!!!
 
(23º lugar a nível europeu? As coisas que aprendemos na Internet… seja como for, a minha cidade não é tão boa como CB, porque não é cidade, felizmente; é vila, é pequena, e não há cidade que lhe chegue aos pés, com tão poucos carros, com tão poucos habitantes, com tanta paz e com tanto sossego…)
 
Autor: Desconhecido
Post: O Forno e o Zé do Pipo
Comentário:
Meu caro amigo, em vez de estar a denegrir a imagem de São Romão através da sua conversa repleta de paneleirices, tivesse ficado em sua casa e tivesse comido o pão que o diabo amassou. Não passa de um abutre nojento.
 
(tivesse ficado em casa e comido uma pizza instantânea do Lidl, isso sim… quando ao abutre, é uma ave na qual nunca pensei que alguém me revisse, a não ser pela semelhança da careca, pois não comungo da paciência do bicho para ficar à espera que um naco de carne podre lhe caia no prado à sua frente…)
 
Autor: Monika
Post: Luciana and her new boobies
Comentário:
OLHA MINHA PITA DUH K****** TU FALAS DA LUCIANA E NAO A KONHECES ... SE FALAS ASSIM DELA NA VERDADE É PK GOSTAS DELA NOJENTA DA M****... VAI TE AKABAR DE KRIAR FILHA DA P***!!!!!
NAO SABES KOM KEM TE METES! A LUCIANA NAO TE FEZ MAL NENHUM ... NAO A MALTRATES KOM ESSAS PALAVRAS ESTUPIDAS ... SE SOUBEXES UH ODIO K TE TENHO MESMO NAO TE KONHECENDO!! NEM IMAGINAS ES GANDA P*** DESGRAXADA K NAO TENS VIDA PROPRIA DE CERTEZA PARA ANDARES A FALAR ASSIM DA LUCIANA ELA É UMA PESSOUA TAL KOMO AS OUTRAS METEU CELIKONE E DAI ?? UH K K TU TENX K VER KOM ISSO HMM?? SIM EXPLIKA M LÁ UH K K TENX K VER KOM ISSO POIX OLHA MINHA PITA EU SOU GRANDE FÃ DELA MXMO NAO TENX NADA K ANDAR A FALARA MAL DA LUCIANA PK ELA NAO TE FEX MAL NENHUM A VIDA É DELA NAO TENX NADA K ANDAR A FALAR ASSIM DELA .... ELA MUITO MAIS K NINGUEM MERECE SER FELIZ ... É KOM MUITO ORGULHO K SOU FÃ DELA!!! POR ISSO AGRADECIA K NAO ANDAXES PRA I A FALAR MAL DELA ... PK KEM FALA DELA ASSIM ... NAO GOSTA DE ADMITIR MAS NA VERDADE GOSTA DELA MAS NAO KONXEGUE DEMOSTRAR... POR ISSO ANTES DE FALARES MAL DA LUCIANA LAVA A BOKA SUA NOJENTA DE M**** !!!
 
(indescritível, mas saborosamente moderno, este comentário… tanto pela ortografia, como pela brilhante tirada de que há sempre alguém que, surpreendentemente, merece muito mais que ninguém ser feliz… como por essa fantástica teoria de que quem “fala mal” de alguém, é porque gosta mesmo desse alguém, embora não queira admitir… ou isto são os belos ensinamentos da revista “Maria”, ou não sei…) pickwick
publicado por pickwick às 00:05
link | tocar à trombeta | favorito
Terça-feira, 29 de Janeiro de 2008
Castelo pindérico
Coisa rápida, este post. Desculpa lá, ó Red. Hoje fui a Castelo Branco. Cidade, ah e tal, ensino superior, desenvolvimento, indústria, blá blá blá. Comecei bem, rumando a uma instituição da cidade. Placas com o nome das ruas? Quase não há. É o primeiro sinal de uma cidade pindérica. Até as aldeias mais pindéricas deste país têm nomes nas ruas. Sorte que é uma cidade anã, e não houve muito onde virar até chegar ao local certo. A instituição em causa, já agora, é o IPJ, essa coisa misteriosa. Cheguei com uma daquelas vontades de urinar que podem esperar mais uma hora mas que é melhor despachar mais cedo, não vá ter que se dar um nó no pilas em caso de desespero. Não havia placas para o WC. Se já não havia placas de rua, era coerente também não haver placas para o WC dentro do edifício do IPJ. Andei às voltas, como quem vê as montras, até descobrir uma porta que dava para uma zona de azulejos. Espreitei. Tinha ar de WC. Entrei no hall, desconfiado, não fosse uma câmara de tortura disfarçada. Duas portas, uma para cada lado. Placas? Sim, com o sinal internacional para o macho. Lá dentro, conferia: mictório em louça branca. Cá fora, sentado num cubo confortável, enquanto esperava pelas pessoas que me tinha convocado para uma reunião e que chegaram com quarenta minutos de atraso, reparei no espectáculo das pessoas que queriam dar uso ao WC. Resmas de mulheres que entraram pelo WC dos homens dentro, fugindo ao primeiro contacto com a louça branca do mictório. Resmas de homens desconfiados hesitavam à entrada. Finda a reunião, hora do almoço, a pressa para regressar a minha própria instituição fintava-me o prazer de almoçar à patrão num restaurante da zona. Solução de recurso: o McDonald’s. Encontrei a placa numa rotunda já à saída da cidade. Não tinha nada que enganar. Mas teve. Era a única placa, pois, no sentido para onde apontava, não havia mais nenhuma placa, nem o próprio McDonald’s. Após séculos de experiência em aceder a restaurantes saudáveis desta cadeia, já desde a década de oitenta, esta foi a primeira vez que não consegui chegar a vias de facto logo à primeira. Aliás, nem à primeira, nem à segunda, nem às outras. Evaporou-se. Compreensível, numa cidade onde as ruas não têm placa, os WC’s não têm placa… a placa do McDonald’s não tem restaurante. Valeu-me a Covilhã, cidade de verdade, com placas e conteúdos respectivos. pickwick
tags no estendal:
publicado por pickwick às 22:40
link | tocar à trombeta | toques de trombeta (2) | favorito