Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Arautos do Estendal

Ela, do alto das suas esbeltas e intrigantes pernas, veio caminhando quintal abaixo até ao estendal, dependurando a toalha onde, minutos antes, tinha limpo as últimas gotas de água. O Arauto viu, porque o Arauto estava lá. E tocou a trombeta.

Ela, do alto das suas esbeltas e intrigantes pernas, veio caminhando quintal abaixo até ao estendal, dependurando a toalha onde, minutos antes, tinha limpo as últimas gotas de água. O Arauto viu, porque o Arauto estava lá. E tocou a trombeta.

Arautos do Estendal

13
Out07

Mimi Privavera

pickwick

Há, de facto, uma mulher com este nome. É verdade. Pensei que era uma graçola, mas é assim mesmo. Não a conheço pessoalmente, mas é por um triz que ela não trabalha na minha instituição. Por um lado, ainda bem. Se trabalhasse, era provável que eu me escangalhasse a rir à frente dela. Há nomes e há nomes, mas este não é, sequer, humano. Mimi é o nome que se dá a uma gata siamesa bisgarolha ou a uma cadela perneta. Ou a um prato de codorniz guisada. Mas, não se dá um nome destes a uma criança, que um dia será adulta, nem que seja apenas de corpo, e que terá que carregar o fardo de usar um nome infeliz. Os pais, neste caso, deviam ser espancados. Foram cruéis e egoístas. Até certo ponto, foram uns porcos! Ah pois é. Não podiam ter-lhe chamado Maria Madalena? Ou Felismina das Dores? Claro que podiam, mas não o fizeram. Não o fizeram, porque na altura do registo da criança deviam andar a tomar drogas e lá achavam que Mimi e Primavera eram as coisas mais lindas que podia haver à face da terra. Mimi dá vontade de dar beijinhos. Primavera é flores. Droga, beijinhos e flores. Depois, temos mais uma pessoa desequilibrada a partilhar o mundo connosco, que acha que o seu nome é o máximo, que é original e bonito, e que ela própria é bonita e maravilhosa, mesmo que seja uma brutamontes peluda e mal cheirosa sempre com dois macacos à porta do nariz. Se nasceu como cabelo escuro, será pintado obrigatoriamente com uma cor de laranja para cima. As calças (se tiver feito dieta e conseguir vestir umas) serão tipicamente com flores e franjas. Provavelmente, achará que a natureza deve seguir o seu curso e passará dias seguidos sem se lavar. Provavelmente, encontrará um maluco qualquer que lhe achará piada e lhe fará dois ou três filhos, que herdarão da mãe a parvoíce das flores e dos beijinhos, e do pai o dramático mau gosto. Enfim. Eu continuo a achar que as pessoas deviam ter autorização para procriarem. Sexo, tudo bem, é sempre a abrir. Mas, ter filhos, calma aí. Só com autorização. Há males que se podem evitar atempadamente, portanto, não há motivo nenhum para que aconteçam. Mimi Primavera… francamente! Se fosse um gajo, seria o quê? Pipi Morangos? Isso é que haveria de ser uma coisa linda… pickwick