Março 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
procurar na gaveta
 
roupa no estendal

A flash of lightning…

Second chance date

Um cheirinho à noite

Uma questão de espírito.....

Novas teorias dos incêndi...

No espírito da gazela

Combinação imperfeita

A mulher da minha vida

Os pernis desequilibrista...

A fuga

O estado da barriguinha

Banho de leggings

Deslumbramentos

A mulher de laranja

Mistérios do Corpo Femini...

roupa famosa

Teoria do Caos

O spiderman fez-me chorar...

Contadores de Anedotas

Quiche Lorraine

É na boa

Dez coisas que hoje me irritaram...

A Síndrome de Arlete

Generation Buraca

Feel like doin' it?

roupa na gaveta

Março 2014

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Dezembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Dezembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Agosto 2010

Julho 2010

Maio 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Fevereiro 2006

Novembro 2005

Agosto 2005

Abril 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004


escreve-nos! já!

arautosdoestendal@gmail

3 dabliús
tags no estendal

todas as tags

Quarta-feira, 30 de Junho de 2004
Ventilar o ar
Esta noite marcou-se o início do verão. Por mais que insistam, o verão só começa quando a ventoinha é ligada. Essa é que é a verdade! Essa história do dia 21 de não sei de quando é um bocado tanga. É só para a fotografia. E hoje foi dia de ligar a ventoinha cá em casa. O ar estava abafado apesar de as janelas terem estado cerradas o dia todo, para ripostar à onda de calor que – dizem – se abateu sobre o país. Bem, não vi nenhum calor, para ser franco. Ok que suei um bocado, mas foi apenas um truque para cativar as minhas colegas. Mulher que é mulher, sucumbe ao belo cheiro do suor másculo e viril. As outras são arraçadas, apenas. De maneiras que chegou ao fim o dia e a sala estava quente. Nada de perturbante. Apenas mais que o costume. O suficiente para prolongar o truque do suor para cativar as garinas. Isto dantes a malta fazia as casas na base do bota para lá tijolo e cimento e ‘tá a andar. Hoje já é injecções de poliuretano (ou lá como se chama mas que não tem nada a ver com a uretra) nas paredes, grandes técnicas de isolamento térmico, vidros múltiplos, ar condicionado, estores com isolamento no interior, eu sei lá… é um abuso. A minha casa é do tempo em que era cimento e tijolo. Construção sólida, simples, que deixa passar tudo o que não interessa. Bem, quase tudo. Quando circula lá em baixo na rua uma senhora de 1,43m e 98kg, não passa cá para dentro. Por outro lado, se for uma com 1,68m e 62kg, também não passa. Nem que eu a chame. Será que 1,68m e 62kg é uma boa relação peso altura? Como será uma mulher assim? Será que sua muito dos sovacos? Se suar e tiver muito calor, tem boa solução: é só tocar à campainha, subir as escadas e plantar-se em frente à ventoinha aqui na sala. Sim, porque, a partir de hoje, o ar é ventilado. Chegou o verão! Vou fazer um cartaz para meter na janela a avisar. Só tenho que deixar a fita métrica e a balança a jeito, para fazer o controlo de qualidade. O ar ventilado não está ao alcance de qualquer uma, note-se. pickwick
tags no estendal: , ,
publicado por riverfl0w às 00:20
link | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres