Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Arautos do Estendal

Ela, do alto das suas esbeltas e intrigantes pernas, veio caminhando quintal abaixo até ao estendal, dependurando a toalha onde, minutos antes, tinha limpo as últimas gotas de água. O Arauto viu, porque o Arauto estava lá. E tocou a trombeta.

Ela, do alto das suas esbeltas e intrigantes pernas, veio caminhando quintal abaixo até ao estendal, dependurando a toalha onde, minutos antes, tinha limpo as últimas gotas de água. O Arauto viu, porque o Arauto estava lá. E tocou a trombeta.

Arautos do Estendal

17
Set06

Boten Anna

riverfl0w

O amigo de um amigo de um amigo de um amigo, convidou-me a ver e escutar o vídeo clip de um grande êxito da música pop (ou whatever) sueca. Por momentos, pensei que iria ver um bando de suecas loiríssimas, trajadas com mini-saias anti-gravíticas, a abanarem-se todas enquanto recitavam um qualquer poema sofisticado. Chamava-se Boten Anna e comecei logo a bater palmas só de pensar como seria a Anna. É que, as Ana’s, enfim, a gente já sabe que há delas giras, mas há outras que parece que passaram uma semana dentro de uma máquina industrial de lavar tijolos. Mas, as Anna’s, ó meus amigos! São obrigatoriamente loiras, podres de boas e muito dadas! E não falam português, para não nos massacrarem com discursos sobre o amor, a fidelidade, os sentimentos, a amizade acima de tudo, o gato, as fibras ao pequeno-almoço e os iogurtes magros que estão em promoção. Acontece que, infelizmente, a música é cantada por um gajo com ar de esqueleto de tubarão, com cabelinho à repolho-trinchado e que só diz disparates. Ó pá! Muitos disparates! Chama-se a si mesmo Jonas “Basshunter”, o camelo! (camelo é a minha sugestão de semelhança com o reino animal) Também conhecido por Jonas-caçador-de-baixos, na versão portuguesa. Dei-me ao trabalho de transcrever a letra da música – um enorme êxito na Suécia -, para que se possa perceber a dimensão da coisa. Aqui vai, em bom português, porque o clip tem uma versão legendada:


Eu conheço um bot.
Chama-se Anna, Anna é o nome dela.
Ela pode-vos banir, banir-vos a sério.
Ela limpa o nosso canal.
Quero dizer-vos que conheço um bot.
Eu conheço um bot.
Chama-se Anna, Anna é o nome dela.
Ela pode-vos banir, banir-vos a sério.
Ela limpa o nosso canal.
Quero dizer-vos que conheço um bot.
Ela vigia toda a gente no nosso canal.
E vê se não há problemas.
É impossível alguém fazer um take-over.
E lembrem-se, eu conheço um bot.
Um bot que ninguém pode tocar.
E ela kicka-vos quando lhe apetece.
E kicka todos os spammers.
Não, ninguém pode tocar no nosso bot.
Veio um dia, e eu não podia acreditar.
O canal estava estranho.
Nunca pensei que estivesse tão errado.
Mas a Anna disse-me "não sou um bot,"
"Sou uma rapariga muito bonita".
Foste muito estranha para mim.
Não tenho nada a dizer.
Para mim continuas a ser um bot.
Chama-se Anna, Anna é o nome dela.
Ela pode-vos banir, banir-vos a sério.
Ela limpa o nosso canal.
Quero dizer-vos que conheço um bot.
Ela vigia toda a gente no nosso canal,
E vê se não há problemas.
É impossível alguém fazer um take-over.
E lembrem-se, eu conheço um bot.
Um bot que ninguém pode tocar.
E ela kicka-vos quando lhe apetece.
E kicka todos os spammers.
Não, ninguém pode tocar no nosso bot.


Notas para os mais distraídos: O bot e o canal dizem respeito ao IRC, essa bela comunidade. A menina loira que aparece no vídeo, com umas roupas brancas muito ordinárias, é uma conhecida actriz porno! Se não for conhecida, nem actriz porno, passa a ser. Não a estou a ver com jeitos de fazer mais nada na vida, com aquele arzinho… Quanto ao vídeo clip, deliciem-se: http://basshunter.m0o.eu/anna/index_pt.php pickwick