Março 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
procurar na gaveta
 
roupa no estendal

A flash of lightning…

Second chance date

Um cheirinho à noite

Uma questão de espírito.....

Novas teorias dos incêndi...

No espírito da gazela

Combinação imperfeita

A mulher da minha vida

Os pernis desequilibrista...

A fuga

O estado da barriguinha

Banho de leggings

Deslumbramentos

A mulher de laranja

Mistérios do Corpo Femini...

roupa famosa

Teoria do Caos

O spiderman fez-me chorar...

Contadores de Anedotas

Quiche Lorraine

É na boa

Dez coisas que hoje me irritaram...

A Síndrome de Arlete

Generation Buraca

Feel like doin' it?

roupa na gaveta

Março 2014

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Dezembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Dezembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Agosto 2010

Julho 2010

Maio 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Fevereiro 2006

Novembro 2005

Agosto 2005

Abril 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004


escreve-nos! já!

arautosdoestendal@gmail

3 dabliús
tags no estendal

todas as tags

Sexta-feira, 11 de Setembro de 2009
Questões de chifres
Hoje almocei com vários colegas, entre eles o João (nome de código). O João começou a trabalhar na nossa instituição este ano, pela primeira vez, mas a sua esposa já lá trabalhou durante alguns anos, inclusive durante o meu primeiro ano no patronato.
 
No decorrer da conversa à mesa, que abordou vários temas, nomeadamente o Sócrates, o primeiro-ministro Sócrates e o candidato a primeiro-ministro Sócrates, veio-me à lembrança uma estória que circulou boca-a-boca durante muito tempo.
 
Era uma vez a mulher do João, que trabalhava na nossa instituição. Corria o ano de não sei quantos, mas o então patrão é o que hoje podemos considerar o ex-ex-patrão, isto é, era o patrão antes do actual ex-patrão. Há dois patronatos atrás. Portanto. Vá, chamemos-lhe então-patrão.
 
Bom, corria o boato de que o então-patrão tratava com paninhos quentes alguns dos funcionários, nomeadamente os que o tinham visto num pinhal próximo a mandar uma pinocada na mulher do João, ao abrigo das janelas pouco fumadas de um BMW.
 
Já agora, falta acrescentar que o então-patrão era (e ainda é) casado e pai de filhos.
 
Para além do boato, o actual ex-patrão confidenciou-me que, há uns bons anos atrás, o então-patrão adormeceu ao volante e foi parar ao hospital, feito em fanicos. Numa visita de cortesia ao hospital, o ex-patrão foi apanhar o então-patrão na caminha, com a mulher do João a dar-lhe garfadas de comida à boca, muito carinhosamente. Porque é que o João deixou a mulher ir para o hospital dar comida à boca ao seu patrão, ou porque é que a mulher do então-patrão se deixava substituir por uma funcionária, não sabemos, mas esta situação foi um facto, não um boato.
 
Ora, mesmo sendo o Sócrates o tema de conversa, não pude deixar de imaginar o João com umas sugestivas saliências na testa e tive mesmo que fazer algum esforço para não me largar a rir. É que eu acho sempre muita piada a estas coisas. Mesmo quando acontecem comigo. pickwick
tags no estendal: ,
publicado por pickwick às 19:13
link | tocar à trombeta | favorito