Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Arautos do Estendal

Ela, do alto das suas esbeltas e intrigantes pernas, veio caminhando quintal abaixo até ao estendal, dependurando a toalha onde, minutos antes, tinha limpo as últimas gotas de água. O Arauto viu, porque o Arauto estava lá. E tocou a trombeta.

Ela, do alto das suas esbeltas e intrigantes pernas, veio caminhando quintal abaixo até ao estendal, dependurando a toalha onde, minutos antes, tinha limpo as últimas gotas de água. O Arauto viu, porque o Arauto estava lá. E tocou a trombeta.

Arautos do Estendal

05
Set09

Toda a verdade sobre o caso “Jornal Nacional”

pickwick
Tenho um carinho muito especial por Manuela Moura Guedes. É o equivalente jornalístico daquela menina feia e gorda e peluda e sebosa e lerda e mal cheirosa que se passeia pelos corredores da escola completamente convencida que é a mais bonita, a mais elegante, a mais bem depilada, a menos sebosa, a mais inteligente e a mais bem cheirosa garina das redondezas.
 
Agora anda por aí nas páginas dos jornais, nos blogues, em todo o lado, à custa de uma pretensa bronca qualquer com aquele espectáculo televisivo das sextas-feiras à noite. Que e tal, arrumaram-lhe o programa na prateleira.
 
Num blogue qualquer, encontrei estas candidaturas a explicações sobre o sucedido, nomeadamente respostas para a pergunta “quem tramou a Manuela Moura Guedes?”:
 
1. O Governo e/ou o Partido Socialista pressionaram a direcção da TVI com propósitos censórios.
2. A Direcção da TVI praticou auto-censura para não desagradar ao Governo.
3. A Direcção da TVI decidiu por critérios puramente empresariais.
4. A decisão foi tomada em Madrid para favorecer o PS.
5. A decisão foi tomada em Madrid para proteger Zapatero.
6. A decisão foi tomada em Madrid para tramar José Sócrates.
7. Foi um facto político criado por adversários do PS para deixar ficar mal o Governo.
 
Porque o Arautos do Estendal também é um Arautos da Verdade Improvável, aqui fica toda a verdade sobre o caso “Jornal Nacional” da TVI:
 
- Considerando que a MMG é uma gulosa incorrigível por ver a sua imagem a bater nos olhos de todos os portugueses, incluindo os ceguinhos.
 
- Considerando que tudo o que acontece no mundo, acontece em função de interesses financeiros.
 
- Considerando que as receitas financeiras de um canal de televisão são proporcionais às audiências.
 
Conclui-se, facilmente, que:
 
a) Manuela Moura Guedes não foi tramada por ninguém, mas, antes, está conivente com tudo o que se está a passar.
 
b) O caso resume-se a um aproveitamento financeiro de uma conjectura política, em vésperas de eleições, isto é, uma oportunidade para fazer disparar as audiências, obter propaganda gratuita ao próprio canal, deixar o país entretido a tentar descobrir quem tramou quem, e ganhar rios de dinheiro com a brincadeira toda.
 
Improvável, portanto. pickwick

1 comentário

Comentar post