Março 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
procurar na gaveta
 
roupa no estendal

A flash of lightning…

Second chance date

Um cheirinho à noite

Uma questão de espírito.....

Novas teorias dos incêndi...

No espírito da gazela

Combinação imperfeita

A mulher da minha vida

Os pernis desequilibrista...

A fuga

O estado da barriguinha

Banho de leggings

Deslumbramentos

A mulher de laranja

Mistérios do Corpo Femini...

roupa famosa

Teoria do Caos

O spiderman fez-me chorar...

Contadores de Anedotas

Quiche Lorraine

É na boa

Dez coisas que hoje me irritaram...

A Síndrome de Arlete

Generation Buraca

Feel like doin' it?

roupa na gaveta

Março 2014

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Dezembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Dezembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Agosto 2010

Julho 2010

Maio 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Fevereiro 2006

Novembro 2005

Agosto 2005

Abril 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004


escreve-nos! já!

arautosdoestendal@gmail

3 dabliús
tags no estendal

todas as tags

Sexta-feira, 24 de Agosto de 2012
Blind date da Michelin

Este post poderia ficar-se por uma simples frase-título: blind date com uma boneca da Michelin. Mas, não. Quero enterrar-me que nem um calhau no lodo. Porque, convenhamos, bem o mereço.

 

Depois de três dias a suar a 40ºC, a alternar funções entre canalizador e produtor florestal, fiz-me ao caminho em direcção a casa, atravessando a Serra da Estrela. Chegando ao destino, foi tomar um banho com escova de arame de aço, desfazer a barba, passar meia hora pelas brasas, vestir e sair. Numa breve troca de mensagens, combinei o encontro num centro comercial da cidade, local de que ninguém desconfia e que fica sempre bem.

 

E como é que um gajo alinha num encontro com uma mulher que não conhece visualmente? Não sei, mas também não interessa, porque, quando o cérebro começa a sucumbir ao intenso calor do verão e à tortura do jejum, tudo é possível. Além do mais, há sempre uma componente surpresa que pode resultar em surpresa agradável, ou, pelo menos, em surpresa não demasiado desagradável. É, mais ou menos, como jogar no Euromilhões. A esperança, que é sempre a penúltima a morrer (a última é a barata), é o alimento para jogadas deste calibre, a roçar o desespero.

 

No entanto, caiu tudo por terra assim que ela se apresentou ao pé de mim: a verdadeira boneca de Michelin, praticamente da minha altura!!!

 

 

O primeiro instinto foi gritar, entrar no carro e fugir para os Pirinéus. Mas a agonia tomou conta de mim e prendeu-me os movimentos. Senti que, se fizesse algum movimento brusco, poderia haver consequências graves ao nível fisiológico. Foi aterrador!

 

Nestas ocasiões, um gajo vê a vida a andar para trás. Mais ou menos como se tivesse acabado de espetar o carro contra a traseira de um camião, ou caído de cabeça de um sétimo andar, ou levado um tiro de caçadeira no rabo. Ou, pior dos piores, como se tivesse acabado de sofrer um violento e incontrolável ataque de diarreia numa sala fechada e partilhada com mais quinhentas pessoas, ao ponto de ficar com os sapatos empapados e a fazerem slosh slosh a cada passada. Parece exagerado, mas não é!

 

Dado que a fuga não foi a opção, tive que levar as coisas na desportiva e seguir de acordo com o plano: um passeio a pé pelo parque da cidade, um passeio de carro pelas zonas mais turísticas e um jantar algures.

 

O passeio a pé pelo parque quase levou a moça a perder 200 kg ali mesmo, a arfar atrás de mim, ora a subir, ora a descer, levando com uma palestra sobre as árvores do parque, os esquilos, as bolotas, as sementes, e etc.

 

O passeio de carro, foi de gestão difícil, com a moça a suplicar para pararmos e darmos uma volta a pé, eu a fazer-me desentendido, ela a insistir que havia lugares vagos para estacionar, eu a exclamar ups que já passámos, e por aí fora.

 

O jantar, que era para ser num local fofinho, caso houvesse alguma satisfação no ar, acabou por ser no enfarta-brutos, que ao menos eu haveria de compensar a desgraça com alguma abundância de alimento. E a moça, a querer dar um ar de quem come pouquinho, apesar de eu, intimamente, achar que ela provavelmente come meia vitela com natas logo ao pequeno-almoço e acompanha os almoços com três latas de leite condensado.  

 

No meio disto tudo, a estratégia foi debitar conversa a um ritmo imparável. Porquê? Porque, com gajas assim, que, ainda por cima, têm falta de simpatia natural, corre-se um risco muito sério de levar com uma manápula na perna num qualquer silencioso intervalo de mais de dois segundos.

 

Felizmente, ou desesperadamente, uma parte da conversa ao jantar incidiu sobre o passado recente: o descalabro da irregularidade do sono, os trabalhos forçados debaixo de um sol abrasador, os quilómetros em quatro rodas, etc. Motivos mais que suficientes para que o episódio que se seguiu ao jantar fosse simplesmente deixar a moça junto ao respectivo automóvel, antes que o sono se apoderasse de mim e ficasse impedido de conduzir na posse total das minhas faculdades e ela sugerisse ah e tal deita a cabecinha aqui no meu colinho que eu faço-te umas festinhas e tu dormes um bocadinho e coiso e tal. Quanto parei junto ao carro dela, quase que a empurrei porta fora. Muito apressadamente. Afinal de contas, já ia com três horas de conversa ininterrupta!

 

Safo, mas como quem foge a sete pés de um bando de leões à solta num circo, reparo que havia uma SMS no telemóvel. Era da Liliana, tão querida, a perguntar se eu estava bem de saúde. Esta rapariga deve ter um sexto sentido exageradamente apurado! Como é que ela adivinhou que eu estava ali para morrer de indisposição e agonia??? pickwick

tags no estendal: , ,
publicado por pickwick às 09:59
link | tocar à trombeta | favorito
|
40 comentários:
De cocacolagirl a 25 de Agosto de 2012 às 15:42
Agora já sei algumas desculpas que tu utilizas para acabar mais rápido um encontro :p
De pickwick a 25 de Agosto de 2012 às 17:11
Isto foi um caso invulgar e exageradamente extraordinário... Se a memória não me falha, a última vez que senti necessidade de meter fim a um encontro, foi há cerca de 30 anos atrás!

Ainda assim, eu acho que ela percebeu claramente a ideia... (isto soa a maldade, eu sei, mas fiquei mesmo, mesmo, mesmo agoniado... convencido de que não conseguiria apreciar a beleza feminina nos próximos cinco séculos...)
De cocacolagirl a 25 de Agosto de 2012 às 17:28
Há cerca de 30 anos?? Então tiveste sempre sorte nos encontros :) Agora sais à rua e vais ver que encontras mais de 5 mulheres para apreciares a sua beleza :p
De pickwick a 25 de Agosto de 2012 às 17:29
Bom... digamos que não houve assim tantos encontros quanto isso... :p
Sabes como é... gato escaldado... coiso e tal...
De cocacolagirl a 25 de Agosto de 2012 às 17:33
A minha experiência em encontros com pessoas que não conheço...é nula, por isso não posso argumentar muito sobre isso :)
Oh nem me digas nada...:p
De pickwick a 25 de Agosto de 2012 às 17:37
Depois de leres o meu relato, presumo que só lá para o ano de 2042 é que estarás aberta a uma experiência dessas... muahahahahaha
De cocacolagirl a 25 de Agosto de 2012 às 17:39
Depois corria o risco de ver o encontro todo detalhado num blog de alguém :p
De pickwick a 25 de Agosto de 2012 às 17:46
Só tinhas que cair na asneira de descrever - ainda que ao de leve - algumas peripécias desse encontro à pessoa errada... hehehe
De cocacolagirl a 25 de Agosto de 2012 às 17:52
Há sempre algo de positivo num mau encontro...tens sempre uma história engraçada para contar a alguém :p
De pickwick a 25 de Agosto de 2012 às 17:53
Neste caso... é mais uma estória de terror... só faltou mesmo uma motoserra...
De cocacolagirl a 25 de Agosto de 2012 às 17:59
Confessa lá, foi assim tão mas tão mau? :o
De pickwick a 25 de Agosto de 2012 às 18:07
Sim!!!
Fiquei mesmo agoniado.
O ego bateu no chão.
A esperança de um futuro risonho fugiu.
...
De cocacolagirl a 25 de Agosto de 2012 às 18:19
Não sejas tão pessimista, para isso já chego eu :p Sabes o que eu costumo dizer? Não há nada como uma noite bem dormida ou um mergulho no mar...no teu caso, um mergulho numa praia fluvial... Ficas logo com as ideias mais claras e mais optimista :)
De pickwick a 25 de Agosto de 2012 às 18:27
É uma ideia para desanuviar, sim...
Mas a sério que me afectou ligeiramente o ego e a auto-estima... :-(
Felizmente, já está a passar... ufffff...
De cocacolagirl a 25 de Agosto de 2012 às 20:51
Como é que te pôde ter afectado a auto-estima? A rapariga pode ter gostado de estar contigo :)
Normalmente as mulheres comem chocolate para isso passar, eu normalmente vou correr :p
De pickwick a 25 de Agosto de 2012 às 21:10
Afecta na medida em que se fica com a estranha sensação de que só gajas feias, mal feitas e com mau feitio é que mostram algum interesse por mim...
Eu sei que não é assim, mas há alturas da vida em que facilmente inventamos um filme de terror em que somos os protagonistas-vítimas... hahahah
De cocacolagirl a 25 de Agosto de 2012 às 21:25
Eu sou especialista em fazer esse tipo de filmes, visto que parece que afasto os poucos homens que se mostram interessados por mim..começo a achar que tenho algum problema que lhes mete medo, ahaha :p
De pickwick a 25 de Agosto de 2012 às 21:48
Ena, ena... temos que descobrir que problema é esse... hahaha...
Mas se achas que há poucos homens que se mostram interessados em ti, então, temos um problema ainda maior... ;-) um problema para o qual rapidamente se arranja uma teoria adequada :p
De cocacolagirl a 25 de Agosto de 2012 às 21:56
Então qual é essa teoria? :p A minha teoria é que eu tenho um problema qualquer, agora qual...isso é que eu gostava de saber :p
De pickwick a 25 de Agosto de 2012 às 22:01
Olha aqui a teoria da intimidação:
http://arautosdoestendal.blogs.sapo.pt/133588.html

Se bem que... agora pensando bem... se eles chegam á fase de se mostrarem interessados... e depois afastam-se... é porque descobrem qualquer coisa... não costumas virar peluda quando a lua aparece no céu, não? :-))))
De cocacolagirl a 25 de Agosto de 2012 às 22:08
Pois eu confesso que não me dou a conhecer muito facilmente, fico sempre com o pé atrás...Olha agora é que me tramaste..é o que eu digo o problema é meu. Sabes o que é? Eles começam a olhar muito para mim e chegam à conclusão que eu tenho traços de um actor de filmes de acção muito conhecido, ahahah ;)
De pickwick a 25 de Agosto de 2012 às 22:44
Fazes tu muito bem em teres alguma reserva e em teres o pé atrás... só te fica bem e contribui para a tua sobrevivência ;-)

Mas... ahhhhhhhhhhhh... essa dos traços de um actor de filmes de acção tem direitos de autor!!!!!!
De cocacolagirl a 25 de Agosto de 2012 às 22:52
constribuiu para a sobrevivência de raparigas que afastam homens? Pois tem, eu sei :p olha se calhar descobriste o motivo...és um homem atento :)
De pickwick a 25 de Agosto de 2012 às 23:00
Antes vivinha da silva e sozinha, do que moribunda e acompanhada ;-)
(se bem que depende dos gostos... há quem prefira moribunda e acompanhada)
De cocacolagirl a 25 de Agosto de 2012 às 23:09
Eu diria mais...antes só do que mal acompanhada :)
De pickwick a 25 de Agosto de 2012 às 23:13
Sim... esse é o provérbio de base... eu só tinha feito uma adaptação contextual :p mais refinada... :-)
De cocacolagirl a 25 de Agosto de 2012 às 23:19
Devo dizer que fizeste uma boa adaptação :) gostei principalmente da parte da moribunda..essa palavra faz-me rir, não entendo :p
De pickwick a 25 de Agosto de 2012 às 23:27
Significado de Moribundo
adj. e s.m. Que está prestes a morrer, a acabar. (Sin.: agonizante.)

Sinónimos de Moribundo
Sinónimo de moribundo: desfalecido, desmaiado, desvanecido, esvaído, exânime e mortiço

Do tipo arrastada pelos cabelos, às mãos do feliz namorado, ora mordendo a poeira do chão com as beiças, ora afagando as pedras da calçada com as nádegas... :p
De cocacolagirl a 25 de Agosto de 2012 às 23:31
Agora fiquei a sentir-me mesmo mal por ter achado piada à palavra...foi um significado de moribundo bem detalhado
De pickwick a 25 de Agosto de 2012 às 23:34
Qual deles? O do dicionário? Ou o da minha fértil imaginação? :p
De cocacolagirl a 25 de Agosto de 2012 às 23:38
Ambos :p...se bem que o significado da tua fértil imaginação remete mais para violência doméstica
De pickwick a 25 de Agosto de 2012 às 23:41
Violência doméstica????
Nãããã...
Era mais a pensar num épico "Guerra do Fogo" :-))))
De cocacolagirl a 25 de Agosto de 2012 às 23:54
Já estou mesmo a imaginar a tua cara de espanto quando acabares de ler o que vou dizer (olhos muito esbugalhados e tal...) :p "Guerra do fogo?" Nunca ouvi falar...Vá recupera do choque, com calma :p
De pickwick a 26 de Agosto de 2012 às 00:00
Não é espanto algum... o filme é mesmo muito pouco conhecido... Tenho uma certa paixão por filmes passados em tempos idos, incluindo a pré-história ;-)
De cocacolagirl a 26 de Agosto de 2012 às 00:05
Eu gosto de filmes antigos, que falam de como eram as coisas antigamente...e também era capaz de achar piada a filmes da pré-história, se não aparecessem os macacos :) Não simpatizo muito com eles, metem-me....medo
De pickwick a 26 de Agosto de 2012 às 00:12
Bem... acho a "Guerra do Fogo" um estrondo... brutal!... apesar de eles terem todos um aspecto muito macacóide... :P

http://www.youtube.com/watch?v=5bsjJzG-vEE
De pickwick a 26 de Agosto de 2012 às 00:15
Gostei particularmente da cena em que ficam empoleirados numa árvore, à espera de não servirem de almoço a um parte de tigres dente-de-sabre :p
De cocacolagirl a 26 de Agosto de 2012 às 00:16
Nem me parece muito mau, vou ver se há algum site na net onde seja possível vê-lo :p é pena ser quase tudo macacos atrás de macacos :p
De pickwick a 26 de Agosto de 2012 às 00:19
Vês nesse link no Youtube...
De cocacolagirl a 26 de Agosto de 2012 às 00:26
Ai sim, realmente pode ser :) nem me tinha apercebido...

tocar à trombeta